ja_koniga

Você está aqui: Artigos Artigo de 1928 Sobre O Reiki
Artigo de 1928 Sobre O Reiki PDF Imprimir E-mail


(A Técnica de Reiki do Dr. Hayashi)
De autoria de Frank Arjava Petter, Tadao Yamaguchi, Chujiro Hayashi
Um Interessante artigo de 1928 sobre O Reiki

A seguir, mostramos um interessante artigo publicado no dia 04 de março de 1928 na “MAINICHI DOMINICAL”, uma revista de grande circulação no Japão. Ele foi escrito por Shou Matsui (1870 – 1933) em resposta a perguntas enviadas pelos leitores. O artigo dá uma idéia de como as pessoas encaravam a medicina naqueles tempos.

O senhor Matsui nasceu em Miyazaki (sul do Japão) e trabalhou para os jornais de Chuo e Hochi (em 1885 e 1886, respectivamente) antes de entrar para o mundo do teatro. Conhecido como dramaturgo e professor de artes cênicas, deu uma grande contribuição ao teatro japonês tradicional Kabuki e travou relações com muitos atores desse estilo. Depois de estudar o Reiki Ryoho sob a supervisão de Chujiro Hayashi sensei, ele transmitiu o seu entusiasmo pela matéria para muitos atores, que também se tornaram estudantes de Reiki.

O artigo segue abaixo (foi escrito originalmente em japonês):

Eu adoraria responder às perguntas de vocês, leitores:

Esse tratamento, que cura todos os tipos de doença, é chamado de “Reiki Ryoho”, praticado por um seleto grupo de pessoas. Seu fundador e criador, o doutor Mikao Usui faleceu há alguns anos. Seus estudantes, hoje em dia, praticam o tratamento em suas próprias clínicas e continuam iniciando outras pessoas no Reiki Ryoho. Infelizmente, apesar do notável êxito do estilo de tratamento que criou o doutor Usui não gostava muito de alardear o Reiki e, consequentemente, seus discípulos hesitam também em divulgá-lo. Como resultado, o Reiki ainda não é muito conhecido.

No entanto, gostaria de fazer sua publicidade com o intuito de ajudar a maioria da população. Sinto-me particularmente obrigado a responder à pergunta lançada pelo “DAIMAI TONICHI”, um jornal de grande circulação. Não me agrada que os leitores julguem ser o Reiki Ryoho uma impostura só porque as pessoas envolvidas em sua prática não podem se pronunciar a respeito, por não estarem dispostas a popularizar os seus métodos!

É razoável pressupor que uma pessoa escolha não fazer afirmações de ordem médica para não ser responsabilizada em caso de fracasso de um tratamento. Entretanto, vou assumir os riscos e responsabilidades para melhor alardear a verdade do Reiki. Para o bem dele e de todas as pessoas que sofrem com uma saúde precária, eu simplesmente não poderia conter as minhas palavras. Assumi essa bandeira sozinho e me responsabilizo inteiramente por ela. Estou tão entusiasmado com esse tratamento que não tenho conseguido me concentrar no meu trabalho diário de escrever peças teatrais, desde que entrei em contato com o Reiki.

Quando eu puder divulgá-lo de forma convincente, e meu objetivo de um mundo melhor for alcançado, o povo japonês se sentirá deveras melhor. Além disso, as pessoas do resto do mundo se encontrarão num estado de saúde excelente. Eu gostaria de apresentar essa admirável novidade para todos!

Desse artigo, podemos depreender que o Senhor Matsui estava bastante frustrado com a atitude contrária à popularização do Reiki por parte de Usui sensei e de Hayashi sensei. Apesar da comprovada eficiência do Reiki, Usui sensei claramente não queria alardeá-lo, acreditando, isso sim, que o Reiki deveria ficar conhecido somente entre as pessoas que pudessem compreendê-lo integralmente e que pudessem fazer dele um uso produtivo. Tesouros genuínos não precisam ter a existência alardeada aos quatro ventos para sobreviverem, e o Reiki foi popularizado de maneira discreta até recentemente.

A parte que segue o artigo diz respeito ao próprio Hayashi sensei:

Faz mais de dez anos que o Reiki Ryoho foi fundado e, no entanto, apenas algumas poucas clínicas de tratamento de Reiki foram criadas. Chujiro Hayashi, um dedicado e afável capitão da Marinha, em cuja aparência está estampado que nasceu para ser um praticante do Reiki, foi quem me iniciou nessa arte. Hayashi sensei costuma ministrar tratamentos de Reiki aos seus pacientes pela manhã e proferir seminários cinco dias por mês, seminários que apresentam o Reiki a novas pessoas.

O problema é que existe um número considerável de outros tratamentos (ao que parece fraudulentos) que usam em seus nomes o caractere chinês “Rei”, o que faz com que as pessoas os associem erradamente com o Reiki. Apesar disso, Hayashi sensei não dá sinais de estar disposto a se pronunciar para esclarecer a diferença entre o Reiki e suas confrações. Presumo que seja por isso que o grande estilo de tratamento Reiki permaneça restrito, e não amplamente praticado como deveria.

Eu gostaria de deixar bem claro que o Reiki é o tratamento mais bem-sucedido e original para todos os tipos de doença, pelo menos de todas com as quais já me deparei. Você deve estar se perguntando se o Reiki pode ajudar também às pessoas com problemas psicológicos. Pode sim. Ele produz resultados admiráveis em qualquer situação problemática concebível, tanto interna quanto externa, sejam casos intestinais, lesões, queimaduras, reumatismo ou crises nervosas – apenas para dar alguns exemplos. Ou seja, ele funciona para todo tipo de problema!

O Senhor Matsui praticou Reiki em mais de cem pessoas durante um curto espaço de tempo. Sua confiança no tratamento foi crescendo à medida que testemunhava os incríveis resultados. Ele conta um pouco das suas experiências:

Deixe eu lhes dar exemplos práticos e não só a teoria:

Um exemplo recente é o de uma menina de quatro anos, trazida pelo pai, que ouvira falar de mim pela propaganda boca a boca. A pequenina havia perdido a visão de um olho e o outro estava ameaçado por uma infecção. Eles haviam consultado um grande número de doutores, e nada poderia ser feito. Desesperados, finalmente me procuraram. Logo suspeitei que pudesse haver problemas em outras áreas do corpo, o que me levou a fazer um exame geral. Descobri que todo o organismo estava sendo afetado pela doença – o estomago, os intestinos, o nariz e os rins. Entretanto, os sintomas visíveis se manifestaram nos olhos.

Eu fiz com ela um tratamento de Reiki e, depois de cinco ou seis sessões, sua visão começou a voltar, assim como os outros sintomas começaram a desaparecer gradualmente. O zeloso pai me dizia constantemente que ele não se importaria de dar a própria visão para ajudar a filha. No fim das contas, decidiu aprender o Reiki para que pudesse continuar o tratamento da pequena criança.

[....]Existem incontáveis historias de milagres como esses. Entretanto, não existe nada de milagroso nessas historias; simplesmente, essas pessoas receberam um tratamento prático que ativou o processo natural de cura do corpo.

Por fim, o Senhor Matsui explica em poucas palavras como é fácil tornar-se praticante do Reiki:

Um amigo mútuo me apresentou ao senhor Hayashi, e eu decidi aprender o Reiki com ele. Paguei uma pequena fortuna para receber a transmissão de energia. Existem níveis diferentes de aprendizado, sendo que o Shoden e o Okuden são dois deles. Eu cheguei ao grau Shoden, mas ainda sou um iniciante; portanto, não pude até o momento passar para o nível Okuden. Eu ainda não conheço todos os detalhes do tratamento, mas pude notar que existe uma hierarquia entre os estudantes. Despertou a minha atenção o fato dessas pessoas bem-intencionadas, que são modestas demais para alardear as maravilhas que conseguem realizar, terem criado essa hierarquia e cobrarem tanto dinheiro pela iniciação. Entretanto, acredito que não há nada de errado no fato de elas cuidarem de seus próprios interesses. Fico, porém, frustrado de não poder falar livremente sobre os detalhes da iniciação e do tratamento. Na minha opinião, trata-se de uma grande perda para todos.

Posso dizer ao menos que, se você aprende o Reiki por uma hora e meiam durante cinco dias, já será capaz de tratar pessoas. Muitos alunos são capazes de começar um tratamento depois do primeiro dia. É realmente fácil aprender. Todo o ser humano possui um subconsciente que é ativado, tal qual um sexto sentido, durante esses cinco dias. A partir de então, simplesmente pousando as mãos sobre a área critica do corpo, o tratamento já tem inicio. O meu desejo é tornar esse conhecimento acessível a todos, não apenas aos ricos. Infelizmente, não me é permitido fazê-lo porque a Lei Médica proíbe toda forma de tratamento não convencional. No entanto, não medirei esforços para que o maior número possível de pessoas venha a conhecer esse fantástico tratamento.

Já naquele tempo, a medicina ocidental era predominante. Com exceção de certas escolas da medicina oriental, as outras formas de tratamento violavam a Lei Médica.

[...]

 

Próximos Eventos

Online:


[+]
  • Narrow screen resolution
  • Wide screen resolution
  • Increase font size
  • Decrease font size
  • Default font size